Eletrocardiograma


 

Esse exame é capaz de detectar o ritmo do coração e o número de batimentos por minuto, por isso é usado para identificar arritmias, aumento de cavidades cardíacas, patologias coronarianas, infarto do miocárdio, distúrbios na condução elétrica do órgão, problemas nas válvulas do coração, pericardite, hipertrofia das câmaras cardíacas e doenças que isolam o coração.

O exame é simples, indolor e geralmente muito rápido. O paciende deve deitar-se numa maca, de barriga para cima, tendo ao lado o pequeno aparelho que constitui o eletrocardiógrafo (usualmente portátil). O médico colocará eletrodos justapostos à pele dos braços (faces anteriores dos punhos), pernas (faces antero-mediais) e tórax do paciente, que captarão os estímulos elétricos do coração ou as repercussões deles à distância. A pele deve estar bem limpa e desengordurada nos locais de fixação dos eletrodos. Para facilitar a captação desses estímulos geralmente é aplicado sobre a pele um gel condutor. Os eletrodos dos membros são fixados por braceletes e os do tórax por uma espécie de ventosa de borracha, permitindo aderência à pele sem o uso de agulhas ou outros instrumentos invasivos. Se o corpo do paciente tiver muitos pelos, uma depilação deve ser feita e se a pele for especialmente oleosa deve ser promovida uma limpeza local com álcool.

Dúvidas sobre exames? Fale conosco.